Portadores de deficiência que tinham tudo para dar errado e se superaram

Portadores de deficiência que tinham tudo para dar errado e se superaram

Que todos nós passamos por dificuldades na vida isso é fato, mas você já parou pra pensar naquelas pessoas que eram super saudáveis e por algum motivo desenvolveram algum tipo de deficiência?Eles que tinham tudo para dar errado resolveram fazer diferente e se superaram.

Superaram seus medos e limitações principalmente. Conviver com uma deficiência seja física ou mental é bem complicado, mas essas pessoas souberam como continuar trabalhando, estudando e ate escrevendo livros mesmo após tal limitação. Veja agora algumas das pessoas que fizeram desse problema apenas mais um obstaculo a ser superado.

Stephen Hawking

Stephen Hawking é um famoso físico teórico britânico com mais de 40 anos de carreira. Seus livros o tornaram um membro da Sociedade Real de Artes, um membro da Pontifícia Academia de Ciências e, ganhou a Medalha Presidencial da Liberdade, uma das maiores honrarias nos EUA. Hawking tem seu corpo comprometido por uma doença neurológica chamada Esclerose Amiotrófica Lateral. Os sintomas apareceram quando ele era um estudante universitário em Cambridge. Ele simplesmente perdeu o equilíbrio e caiu. Os médicos disseram que ele não sobreviveria mais de dois ou três anos. Seus movimentos foram comprometidos gradualmente, mas sua capacidade intelectual está intacta e ele faz questão que todos saibam disso com suas grandes realizações.

 

Frida Neck

Uma renomada pintora mexicana que, em sua maioria, pintou retratos. Todas as suas obras são coloridas e de uma intensidade impressionante. Ela contraiu Pólio quando tinha seis anos, o que deixou sua perna esquerda bem mais fina que a direita. Frida disfarçava esse problema usando longas e coloridas saias mexicanas. Alguns especialistas acham que ela também sofria de espinha bífida, o que causa uma dor imensa e pode ter alterado a maneira com que ela andava. A dor era tanta que ela chegava a passar meses no hospital.

Christy Brown

Christy Brown era um escritor, poeta e pintor irlandês que teve paralisia cerebral. Por causa da doença ele passou anos sem falar ou se mexer direito e os médicos acreditavam que sua capacidade intelectual estivesse danificada também. Sua mãe, no entanto, persistiu, e continuou a falar com ele e a lhe ensinar. Quando tinha cinco anos apenas seu pé esquerdo “obedecia” a seus comandos. Foi usando o pé que ele passou a se comunicar. Posteriormente ele teve uma recuperação e tornou-se famoso por sua auto-biografia chamada “meu pé esquerdo”.

Jean-Dominique Bauby

Jean Dominique Bauby era um famoso jornalista francês, editor da famosa revista Elle. Em 1995 ele sofreu um ataque cardíaco e entrou em coma por 20 dias. Depois que saiu do coma, ele desenvolveu a “síndrome do confinamento” – a pessoa tem consciência de tudo que acontece ao seu redor e suas faculdades mentais estão em perfeitas condições, mas é impossível mover um músculo do corpo sequer.
Apesar de sua condição ele conseguiu escrever um livro. Quer saber como? Jean conseguia mover apenas uma pálpebra. Uma pessoa o ajudava recitando o alfabeto. Quando ela chegava a letra que Jean desejava ele piscava. E assim ele ia formando palavras. O livro foi publicado em 97 – Bauby morreu dois dias após o lançamento

 

 

Helen Keller

Ela foi autora, ativista política e palestrante. Só tem um detalhe – ela era surda e cega. A forma com que a professora de Helen Keller, -Annie Sullivan- ultrapassou o casulo imposto pela condição da aluna e a ensinou a se comunicar ficou conhecido no mundo inteiro através de um filme que mostrou a vida de Hellen. Ela soletrava palavras com as mãos de Hellen – como por exemplo “boneca”, e depois dava a sua aluna uma boneca nas mãos. Quando cresceu, Hellen viajou por 39 países, fez campanhas contra a guerra e palestras sobre os direitos dos trabalhadores e socialismo.

Mara Gabrilli

Há 17 anos sofreu um acidente de carro que a deixou tetraplégica, ficou cinco meses internada e nesse tempo ainda precisou usar o respirador artificial. Diante da nova condição de vida impossibilitada de mexer do pescoço para baixo, Mara não se abateu , em 1997 fundou a ONG Projeto Próximo Passo que visa promover a acessibilidade e a inclusão de deficientes físicos no atletismo, em 2007 a ONG expandiu e transformou –se no instituto Mara Gabrilli, atraindo cientistas para pesquisas na área de células tronco, Mara transformou sua dor em superação e em uma maneira de ajudar o próximo.

 

Ludwig van Beethoven

Que Beethoven era um gênio musical todos sabem, mas que sua genialidade foi extremamente precoce é um fato conhecido por poucos. Sua primeira apresentação como pianista para uma grande audiência foi quando ele tinha apenas 8 anos. Ele estudou em Vienna, tendo como mestre nada mais nada menos que Mozart. Antes de completar 20 anos ele já era conhecido como um pianista e compositor brilhante. Mas, a partir de 1796, ele começou a perder a audição. Mesmo com esse problema ele mergulhou no trabalho e criou inúmeras sinfonias e concertos. Reza a lenda que ele, para conseguir perceber o som do que estava tocando, cortou uma parte dos pés de seu piano e colocava o ouvido no chão, para perceber as vibrações do instrumento.

Marla Runyan

Marla é cega, mas isso não a impediu de ser uma incrível corredora. Quando tinha nove anos ela desenvolveu uma doença chamada “Doença de Stargardt”, que causa a perda progressiva da visão. Mas Marla não desistiu e foi campeã nacional dos 5000 metros por três vezes. Em 92, ela ganhou quatro medalhas nas Paraolimpíadas. Além de ter quebrado vários recordes de velocidade, em 2001 ela escreveu sua auto-biografia “Não há linha de chegada: minha vida como eu a vejo”.

Então, você acha que suas limitações são tão grandes a ponto de não ter uma vida plena e cheia de realizações? Deixe aqui nos comentários a sua opinião, ela é muito importante pra nós.

Beijão e até o próximo.

Recomendamos para você . ...................................................................................................................................................................................................................................................
Energia que Rege

Energia que Rege

Nossa missão é levar a reflexão para as pessoas sobre o sentido da vida, com os mais variados temas e assim possibilitando o seu crescimento pessoal.
Energia que Rege